Arquivo da Categoria: mundo digital

Onde é melhor comprar iPhone: EUA, Inglaterra ou França?

Há uma controvérsia sobre o melhor lugar para comprar aparelhos da Apple. O ponto de discussão é que o imposto americano é aplicado por fora do preço oficial no país. Inglaterra e França, o preço da loja Apple já traz embutido o imposto IVA.

O imposto nos EUA é cerca de 7%. Em Nova York é 9%. Em Nova Orleans era 0%. Não sei se continua esta moleza, mas você tem que visitar a cidade para ganhar esta vantagem. O IVA europeu é 21%, uma bela grana. Você pode receber parte dessa grana de volta usando o tax free. Retorna apenas uma parte, pois há operadoras, como Global Blue e Premier Tax Free, que cobram quase metade da taxa para te devolver o dinheiro. Assim, você só consegue receber de volta cerca de 10% do preço que pagou na Inglaterra ou França. O uso do tax free exige ida a guichês nas lojas (quando pode) e no aeroporto para pedir a devolução. É trabalho. Há também a diferença de câmbio das moedas que vão influir no preço final em reais que você vai pagar pelo aparelho. Além disso, deve ser considerada a compatibilidade dos aparelhos com a telefonia brasileira, que não trataremos aqui. Continuar a lerOnde é melhor comprar iPhone: EUA, Inglaterra ou França?

Eu quero Uber! #DireitodeIreVir

…e Cabify, 99 etc. Quero poder escolher como me transportar. Quero o fim da reserva de mercado para os táxis. A viagem de Uber (no modelo UberX) custa a metade do preço cheio de uma corrida de táxi. Quero pagar o menor preço. Não quero dar esta contribuição para os taxistas. O negócio “trasporte” ficou ruim para se trabalhar. O transporte privado com motorista ficou mais barato. A remuneração de quem trabalha nesta área caiu. E assim segue a economia.

Fora com os deputados que estão querendo aprovar lei impedindo os modelos de transporte privado. Fora com Rodrigo Maia que está encaminhando esta pauta hoje na Câmara Federal.

Oi: exemplo de marketing negativo

De repente percebi que não precisava mais do telefone fixo. A grande utilidade do fixo era informar o número à farmácia ou à pizzaria para confirmar o endereço de entrega em domicílio. Troquei para o número do celular e não reclamaram. O telefone fixo ficava tocando de vez em quando para fazer propaganda. Não tinha utilidade. Eu não aguentava mais uma gravação da voz do Silvio Santos vendendo alguma coisa. Uma tortura. A Oi também enchia o saco tentando vender novos planos.

Liguei tentando um plano mais barato que os R$45 que pagava. Não toparam. Cancelei o telefone. Continuar a lerOi: exemplo de marketing negativo

Melhor comprar parcelado ou à vista com desconto?

O cidadão comum não entendem nada de matemática financeira. Juros são uma abstração complicada que o povão trata da maneira mais simples: paga o que lhe pedem! O povo vive cercado de ofertas que utilizam expressões como “juro zero” ou “tantas vezes sem juros”. As empresas que usam essa conversa estão no limiar da mentira deslavada. Na verdade, já passaram desse limiar faz tempo. Dizer que pagar um preço cheio à vista é igual a pagar o mesmo preço em certo número de parcelas é mentira pura e simples. É boa maneira de treinar o cidadão para ser ludibriado.

O aplicativo Pagar ou Parcelar ajuda as pessoas a escolherem certo entre comprar em prestações e pagar à vista. O app calcula o valor do desconto a partir do qual é melhor fazer a compra à vista. Com ele, o consumidor pode facilmente fazer as contas que precisa para não passar por otário. Para mais detalhes, veja o site do aplicativo Pagar ou Parcelar