iPad x Familião

O novo tablet da Apple é o grande candidato a “produto de tecnologia do ano”. É sucesso de vendas, apesar de seu custo de US$600. Já no Brasil, o concorrente mais forte para produto do ano é mais modesto. A tecnologia é antiquada, é produzido na China por prováveis US$0,50 e chega aos consumidores por caminhos tortuosos. Ele percorre longa cadeia logística que mantêm o produto longe de pagar impostos no Brasil. O acolhedor Familião chega às ruas da cidade embalado nos gritos dos camelôs, que apregoam o produto a plenos pulmões nos dias de chuva, tão comuns nesses meses de março e abril de 2010. O preço, quando chega na mão do consumidor, atinge a significativa cifra de R$10,00. É um sucesso.

O povo foi abandonado pelos políticos, que acariciam seus votos na campanha eleitoral e depois fogem da responsabilidade pelos estragos da chuva. O Familião não lhes falta. Entrega o que promete. Protege da chuva e dura algumas úmidas experiências antes de se desmontar ou virar ao avesso pressionado por um vento maior. Mas, até lá, o serviço que se destinava a prestado com louvor.

Familião, o guarda-chuva tamanho grande vendido nas ruas chuvosas do Rio, é o sucesso de tecnologia e marketing de nossa taba tupiniquim. Uau!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.