Azul Marinho

o único bar na beira da praia de Ipanema

Rua Francisco Otaviano, 177. Ipanema. Tel. 2513-5014
( clique para ver mapa)

vista do Azul Marinho

O endereço é na Francisco Otaviano, mas o restaurante dá vista para o mar. Trata-se de lugar privilegiado. Nada menos que a calçada da praia do Arpoador, com vista para a areia, o mar e a dita Pedra do Arpoador. O restaurante Azul Marinho fica no térreo do pequeno Hotel Arpoador Inn, cujos também pequenos quartos se debruçam sobre a praia. Apesar da movimentação do povo que vai à praia, em particular nos fins de semana, o lugar é agradável. A nobreza da localização é magoada pela nossa complicada disparidade social. É uma síntese sociológica desse Brasil. Nos cinqüenta metros entre os prédios e o mar, encontram-se todos os níveis de renda per capita, de milhões de dólares ao salário mínimo. Aconteceu a miscigenação da renda. Pedintes assediam aqueles que sentam nas mesas da calçada. A pobreza se contrapõe aos milionários que entram e saem de seus apartamentos na beira do mar, devidamente acompanhados de carros com seguranças. Estes últimos ficam conversando ali por perto enquanto os clientes bacanas vão para seus belos apês. Ruim é ter que ouvir os intragáveis tocadores de pagode, que fazem barulho até que alguém pague para eles sumirem. Para os mais exigentes, que sofrem com os incômodos populares, o salão interno do Azul Marinho bloqueia sons indesejados, propicia ambiente acolhedor e mantém o acesso à vista magnífica.

Mesmo com as restrições existentes, uma caipivodca na beira do mar é uma experiência carioca de valor. Os pratos do Azul Marinho trafegam na linha dos frutos do mar. Sua moqueca de camarão é uma pedida. Para beliscar, o palmito assado é uma boa. Ainda não explorei os detalhes. Mas, pelo observado até agora, o lugar merece retornos.


(Gustavo Gluto)




4 thoughts on “Azul Marinho”

  1. O Azul Marinho nao tem banheiro ? Ou banheiro nao é problema ? Porque em TODOS restaurantes que conheço o banheiro é um problema ; cheira mal,tem sujeira e, pior, fica dentro do restaurante , as pessoas fazem “o nº 2”, dão descarga, não abaixam a tampa do vaso , ainda escancaram as portas para que seu odor (ou fedor ) vá para o nariz de quem está comendo por perto.
    Na minha opinião , “o banheiro “, nao de tomar banho , mas de cagar tem que estar a uns 10 mts do local de refeiçoes e ainda é pouco, porque nao falei da ventilação, do asseio na cozinha e dos próprios clientes ,etc
    Daqui a uns 2000 anos a gente chega lá

  2. comida péssima, pedimos um prato chamado pedra, foi uma pedra na cabeça, carissímo para o que servem, entraram com uma mostra gratis de palmitos e uma sopa de peixe, das sobras dos peixes que cozinham. Seguiu uma chapa com 2 camarões, um pedaço de peixe, abobrinhas queimadas, batata baroa queimada, tomate queimado, acompanhado de arroz e pirão. Isso é uma piada para um prato a ser servido para turistas estrangeiros. Sobremesa banana assada com doce de banana e doce de abobora. Quanto gastaram nesse prato??? Comico, acho que tem iguarias brasileiras muito melhores para mostrar a turstas.

  3. a vista é linda , mas a comida é horrivel , carne terrivelmente dura , fria ….o atendimento pessimo , confuso, mal humorado e tudo tao bagunçado que eu indico o azul marinho ao premio de PIOR RESTAURANTE DO RIO .
    Isso no cafe da manha e no almoço !!
    De bom lá so o cafe espresso ( 4 reais !) e a caipirinha na varanda ao fim de tarde .
    Programa de indio !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.