a boceta foi pra capa da revista… e o caralho, onde fica?

Fui buscar a definição no site vSlider2.0: “Em geral o uso da palavra “boceta” é tido como um modo chulo de se referir ao órgão sexual feminino, um “nome feio” que deve ser evitado pelas pessoas de fino trato.” Evitava-se falar. Imagine quanta restrição havia a mostrar a dita. Agora, acabou-se a cerimônia. O Globo promoveu a boceta (a grafia buceta é tolerada) a personagem da semana, com direito a capa da revista dominical de O Globo.

Alguns pais mais pudicos devem ter sido tomados de horror depois de verem o enquadramento cara a cara que o pintor Gustave Courbet adotou no seu retrato da Perseguida. Mas é isso mesmo pessoal. Acabemos com censuras menores. Já nos censuramos bastante evitando falar sobre Maomé, com medo que um criminoso muçulmano, ensandecido e insuflado por seus clérigos, venha heroicamente se explodir perto da gente. Os velhinhos da ABL, talvez já esquecidos da forma e conteúdo das vulvas, deram uma censurada padrão numa conversa na internet sobre o tema vagina. A toda certinha Apple cortou o nome do livro Vagina de lista no iTunes. Claro que os gerentes da Apple não acham pornográficas as condições de trabalho das chinesas que fabricam os iPhones.

20120923-103510.jpgFoi decisão ousada do editor de O Globo. Concordamos que hipocrisia e cretinice devem ser combatidas em todas as trincheiras. A polêmica vai gerar muito papo e muitas cartas dos leitores. Apoiamos a iniciativa. Como sugestão, propomos o “caralho” como matéria de capa da próxima semana. Nosso departamento de arte traz sugestão de capa para a revista, em cima de desenho de nosso clássico Sebastião Agridoce, que gentilmente cedeu os direitos autorais para caridade.

5 comentários a “a boceta foi pra capa da revista… e o caralho, onde fica?”

  1. Apesar de ser um desenho, torna-se lamentável que se exponha esse tipo de imagem em uma capa de revista de um Jornal tradicional como OGLOBO.
    Não querendo de maneira nenhuma pensar em uma censura a imprensa como prestadora de um serviço de informação e cultura, porém, é preciso que se use o bom senso quando esse instrumento de comunicação está ao alcance de crianças, adolescentes e pessoas idosas.
    O jornal diferentemente da TV, Cinema e Teatro não tem uma classificação indicativa por idade do DEJUS mas podem estar sujeitos a lei de imprensa :

    CAPÍTULO I
    A LIBERDADE DE IMPRENSA
    Art 1º É livre a publicação e a circulação no território nacional de jornais e outros periódicos.
    § 1º Só é proibida a publicação e circulação de jornais e outros periódicos quando clandestinos, isto é, sem editôres, diretores ou redatores conhecidos, ou quando atentarem contra a moral e os bons costumes.

    Portanto, peço mais atenção ao público Srs. !

  2. e o caralho, onde fica?
    Deve ser no cu dos MARINHO cambada de safados.
    Que me perdoe o saudoso Roberto Marinho que deve estar se revirando no tumulo que foi um homem mais digno do que seus descendentes.

  3. Como já foi dito” apesar de um desenho”, hoje ao entrar a biblioteca do sesc santo amaro; CONFESSO QUE FIQUEI SURPRESA com o tremendo mau gosto.
    Não sou moralista, longe disso, porém a capa não agradou!
    Como prometido na próxima capa, gostaria de saber, porque o órgão masculino não poderia ser também uma pintura? Ficaria mais real, como a capa já publicada!

  4. Lamentável. Creio que o autor de “garganta profunda” não imaginaria tal publicação em um jornal de amplitude como o Globo. Oque fazemos com a tal liberdade, e deprimente,
    O abacaxi ficou pequeno para alguns pescoços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.