Dias Perfeitos (Raphael Montes)

Muito bom. Morri de inveja do trabalho desse “menino” que lançou o livro com 23 anos. É cativante o ritmo da história de um psicopata e sua paixão, que teria que ser doentia. Proporcionou boas horas do prazer da leitura. Lendo algumas críticas, ficou a dúvida se eu estou me satisfazendo com pouco ou a rapaziada tá tendo crises agudas de criticice. Que venham os raphaeis e fernandas torres para produzir boa leitura pra gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.