Arquivo da Categoria: religião

ser ateu é mais sujeito a preconceito que ser gay

Isso nos USA. Imagine no Brasil!

A recent Gallup poll found (once again) that atheists are the least electable among several underrepresented groups. Sixty-eight percent of Americans would vote for a well-qualified gay or lesbian candidate, for example, but only 54 percent would vote for a well-qualified atheist. Seven state constitutions even still include provisions prohibiting atheists from holding office (though they are not enforced). One of those is liberal Maryland, which also has a clause that says, essentially, that non-believers can be disqualified from serving as jurors or witnesses.

(Do site politicomagazin)

Criacionismo x Evolucionismo

Esta questão de acreditar ou não em Deus apresenta bons exercícios de argumentação. O artigo do site Opposing Views traz o papo de Ken Ham, fundador do Museu da Criação, em Kentucky, USA. Ele diz que a lógica não é o caminho para derrubar o conceito da evolução porque não há evidências cientificas que provem que a evolução é uma mentira. Entendi. Se a lógica não leva para o que ele acredita, não serve como instrumento de raciocínio. Ele recomenda usar uma prova sólida de que a evolução é mentira: a Bíblia! Ham diz mais ou menos: “Veja bem, nós não podemos depender apenas de nossa habilidade de raciocinar para convencer os céticos. Nós apresentamos a evidência e fazemos o melhor que podemos para convencer as pessoas da verdade de Deus através do direcionamento deles para a Bíblia.”

Ham disse que como Deus se revelou “através da natureza” não há necessidade de evidência científica de que a Criação é real.

Acho que esta argumentação resolve todas as dúvidas sobre o assunto. E mais, Ham acredita que os dinossauros existiram e conviveram com os outros animais na Arca de Noé. Esse cara é bom!

Vão em paz.

(de artigo de www.opposingviews.com, cavado em Digg.com)

Igreja é bom negócio

20130120-175849.jpgImpressiona o dinheiro que circula no negócio das igrejas. A fortuna do Bispo Macedo, conforme O Globo apontou citando reportagem da revista Forbes, beira um bilhão de dólares. O serviço que elas prestam é importante. Direcionar o povo para busca de solução nos deuses é boa maneira de manter a massa anestesiada. Quanto menos percepção da realidade melhor. Se os crentes não se sentem escorchados com a grana que lhes tiram, está tudo na mais perfeita ordem. Os gerentes e empresários da fé devem ser bem remunerados. Quem tem inveja desses empreendedores de sucesso deve chorar no chuveiro ou abrir sua própria igreja. Se tiver pouca criatividade, procure uma franquia de igreja, já deve ter este produto disponível no mercado. O título da matéria de O Globo resumia tudo: “Templo é dinheiro.”