Além da linha vermelha [The thin red Line]

o superficial e o profundo

A semana de cinema no Rio coloca ao alcance do público dois filmes extremos. De um lado tem Mensagem Para Você (You’ve got mail) e, de outro, Além da Linha Vermelha (The Thin Red Line). É interessante como cada um realça as características do outro. Senão vejamos. Mensagem Para Você é cinema de oportunidade. O objetivo é a comédia amena, alegrinha, com o casal de atores da moda nos EUA. A roteirista Nora Ephron é especialista em escrever historinhas desse tipo. Foi ela a responsável pelo bem sucedido Harry e Sally. O tema do relacionamento na Internet é tratado com glamour. As simplificações e estereótipos são usados à larga para construir um produto de lazer sem compromisso. E consegue. Podia ser melhor, mas provavelmente, no futuro, com uma bacia de pipocas do lado, será um programa leve e agradável assistir Meg Ryan e Tom Hanks na tela de uma TV por cabo ou, falando de futuro, num provedor de cinema na Internet.

Por sua vez, Além da Linha Vermelha, do diretor Terrence Malick, é uma obra-prima de cinema.

Ali, os sentimentos humanos são escrutinados em detalhes como só se está acostumado a ver na literatura. Difícil lembrar outro filme onde as emoções de homens levados a uma situação limite como a guerra são dissecadas tão profundamente. O uso de grande número de personagens e atores, misturando desconhecidos em papéis de destaque com conhecidos, como Martin Sheen e Nick Nolte, e mais pontas de John Travolta e George Clooney, dão o tom a este estudo do bicho homem. Malick usa a linguagem cinematográfica para nos mostrar, com rara precisão, como emoção e percepção humanas se comportam ao se deparar com a violência do assassinato legitimado pela guerra. A beleza dos sentimentos que vai do detalhe da pequena folha à lembrança do leito da mulher amada realçam a loucura de uma batalha.

Se em Mensagem Para Você tudo é premeditado para tornar as duas horas de cinema o mais aprazível ao cliente, em Além da Linha Vermelha, com 3 horas de duração, o diretor não se preocupa com o conforto do espectador. Malick corta fundo no espírito humano e expõe suas entranhas. Estejam preparados, mas vale a pena.

Os dois filmes trazem mensagens sobre as relações de poder. Mensagem Para Você leva a sério o senso comum americano de que business is business. Ou seja, você pode fuder alguém nos negócios, e, ao mesmo tempo, amá-lo. Competição faz bem até ao derrotado. Você faz um favor ao perdedor mostrando que ele estava errado. Entre um café e outro no Starbuck da esquina, isto parecerá razoável até aos brasileiros que estão entrando agora na tal globalização. Em Além da Linha Vermelha, a hierarquia militar é o poder reinante. O dinheiro passa fora da Linha Vermelha. Corrigindo: quase fora. Num rápido instante do filme, os soldados morrendo, balas zunindo, o terror nos olhos dos homens, o personagem de Martin Sheen dá o diagnóstico: “o que está em jogo aqui é apenas propriedade”. Tá vendo? Business is business.


cotação:  


ver post no formato original

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.